Envie um Whatsapp para (17) 992-566-493 ou (17) 996-299-739

​​O Superior Tribunal de Justiça (STJ) realizou nesta quinta-feira (12) sua tradicional Missa de Natal. A celebração – no salão de recepções do Edifício dos Plenários, na sede do tribunal – foi conduzida pelo frei Josué Pereira, da Ordem dos Frades Menores Conventuais. O pastor Itaniel Silva, da Igreja Adventista Central de Brasília, também participou da celebração, com palavras sobre fraternidade e o espírito cristão do Natal.

​​​Foi um momento de reflexão e agradecimento de ministros, colaboradores do tribunal e seus familiares pelas atividades e pelos projetos realizados em 2019.

Ao final da missa, o presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, dirigiu aos presentes uma mensagem sobre o sentido da comemoração do Natal:

“Este país é onde o Estado é laico, mas a nação é cristã. Hoje celebramos o Natal. No Natal, não comemoramos a união pura e simples das famílias, comemoramos o nascimento de Jesus Cristo e, em nome dele, nos reunimos para orar. Para pedir a ele, como filho de Deus, que proteja todos os nossos parentes, as nossas escolhas, os nossos pais, os nossos filhos, os nossos irmãos, os nossos amigos. Enfim, para que no Natal nós possamos comemorar a chegada da mensagem de Deus, porque foi isso que Jesus pregou. Estamos também a pedir a Ele que proteja todos os nossos funcionários, todos os nossos parentes, e que proteja também os ministros, que são os juízes dos homens. Que nós possamos julgar, iluminados por Deus, e fazer com que esse povo sofrido do Brasil receba as palavras ditas nas sentenças como proferidas pela iluminação de Deus.”

​​​​​Frei Josué Pereira, que celebrou a Missa de Natal, e o presidente do tribunal, ministro João Otávio de Noronha. | Foto Emerson Leal / STJ