Entenda melhor sobre o que é preciso para ser uma franqueadora de sucesso e conheça as principais vantagens desse tipo de negócio. 

O sistema de franquias é uma das maneiras mais rentáveis para o sucesso econômico de muitos pequenos e médios empresários, sendo um método difundido no mundo inteiro.  

Ele é estabelecido a partir da reprodução de um modelo de negócio já testado e aprovado pelo mercado, o que diminui riscos e aumenta as chances de lucro do empreendedor. 

Devido ao seu sucesso, o mercado de franquias tem interessado muitos brasileiros que já possuem um empreendimento estabelecido. 

Empreendedor desejando investir em franquia

Isso ocorre devido às chances de crescimento e à segurança desse modelo de negócio, fatores diferenciais para que se invista em um país tão incerto economicamente quanto o Brasil.  

Definitivamente, é melhor reproduzir o sucesso de uma marca já testada e consolidada no mercado do que correr o risco de começar um empreendimento do zero! 

No entanto, para franquear o seu próprio negócio é preciso estar de olho na legislação e no contrato de franquias, evitando processos judiciais desnecessários ou abusos por parte das franqueadas.  

Quem é a franqueadora?  

Se você possui um empreendimento de sucesso e deseja franqueá-lo, você precisa se tornar uma franqueadora!  

A franqueadora é uma média ou grande empresa que coloca o direito de uso de seus produtos ou serviços à disposição do franqueado.   

Menina lendo livro na frente de uma franqueadora de sucesso

Ela deve permitir que o franqueado explore a sua marca de maneira exclusiva, de acordo com as suas técnicas comerciais e seus modelos de produção. 

Normalmente, a franqueadora é uma empresa que já possui certa relevância no mercado e que deseja se expandir para outras regiões.  

A relevância da franqueadora é fundamental para que possíveis franqueados tenham interesse em adquirir os direitos de uso da marca.  

Afinal, quem iria querer investir na franquia de uma marca totalmente desconhecida? 

Além disso, entenda mais sobre quem são as franqueadas.

O que é preciso para ser uma franqueadora de sucesso? 

O processo de franchising exige um grande esforço da empresa franqueadora em reproduzir, na administração das franqueadas, o seu modelo de operação e produção. 

1. Planejar o seu projeto de franqueamento e expansão da marca 

A franqueadora precisa estar apta a desenvolver a expansão do seu negócio através do franqueamento, planejando todas as suas necessidades e todos os seus possíveis custos.  

Para isso, além de estruturar o modelo de negócio conforme as necessidades jurídicas (como será falado a seguir), é essencial que se faça um esforço para decidir os melhores caminhos para o franchising.  

É recomendado que a futura franqueadora esteja amparada por advogados, administradores e gestores experientes nesse ramo, minimizando esforços desnecessários.  

O empreendedor dono da franqueadora precisa definir o que pretende, onde quer chegar e quais são os limites que sua marca pode encontrar no processo de franqueamento.  

O planejamento é essencial para a expansão de uma franqueadora

Por mais óbvio que pareça ser, planejar o franchising é fundamental para que a franqueadora não tenha prejuízos futuros que poderiam ser evitados com um pouco mais de cautela. 

2. Analisar se há algum problema jurídico com a empresa 

Primeiramente, é muito importante que a empresa analise a sua situação jurídica e corrija eventuais problemas legais o quanto antes, prevenindo futuros desgastes desnecessários. 

Verificar as dívidas da empresa, o capital disponível e eventuais processos judiciais em que a empresa seja parte é de suma importância para a segurança do negócio. 

Além disso, é necessário que a franqueadora esteja informada sobre todas as necessidades e requisitos da Lei de Franquias.  

Estar atento a cada detalhe da Lei de Franquias é fundamental para evitar, ao máximo, riscos com a Justiça e possíveis prejuízos financeiros.  

Ficar de olho na legislação sobre franquias é de extrema relevância para a formulação do Circular de Ofertas de Franquias (COF), um dos documentos mais importantes do franchising!

O COF é um documento no qual a franqueadora descreve todas as condições jurídicas e econômicas da sua marca.  

Ele é essencial para que as franqueadas entendam a realidade do negócio e as vantagens de firmar um contrato de franquia com a franqueadora.  

Sem ele, o investidor assinaria o contrato de franchising sem saber as reais condições e possíveis consequências do franqueamento, correndo grandes riscos financeiros. 

Ficou interessado? Leia mais sobre a Circular de Oferta de Franquias!

3. Verificar se o franchising cabe no orçamento da futura franqueadora 

A futura franqueadora precisa se certificar de que possui receita suficiente para arcar com os custos oriundos do franqueamento de sua rede. 

O sucesso do franchising depende de qualificação dos gestores e dos funcionários da franqueadora na missão de treinar os empregados das empresas franqueadas.  

É essencial verificar se a franqueadora cabe no orçamento

Dessa maneira, custos com treinamento e com melhorias na marca e na produção são naturais e muito importantes para que o negócio seja bem estruturado.  

Por que ser uma franqueadora? 

É perceptível que elaborar um projeto de franqueamento é uma tarefa complexa, que exige muito empenho e esforço do empresário. 

No entanto, o franchising tem sido um ramo de negócio que tem atraído cada vez mais novos empreendedores, especialmente por conta de suas múltiplas vantagens. 

Percebendo isso, a equipe do Lourenção e Monteiro Advogados sintetizou algumas das principais vantagens de ser uma franqueadora, para que você tenha 100% de sucesso nessa empreitada.

Expandir e tornar a marca reconhecida 

Uma das principais vantagens de franquear o seu negócio é poder expandir a sua marca de maneira 100% rentável, por meio da concessão dos direitos de uso às franqueadas. 

O shopping é um local com muitas franquias

Além dos benefícios financeiros dessa relação (que geralmente são elevados), o franchising aumenta a sua dominância no mercado. 

Prova disso são as grandes redes de fast food! 

Ao se transformarem em franquias, as lojas de fast food obtiveram um grande crescimento econômico e puderam se tornar marcas bem reconhecidas pelo público.  

Algumas dessas lojas só conseguiram altos rendimentos a partir do momento que passaram a investir no franchising. O filme “Fome de Poder” mostra isso muito bem! 

Franquear o seu empreendimento é um negócio altamente rentável 

Outra grande vantagem de ser franqueadora é alta rentabilidade desse tipo de negócio.  

Isso porque conceder os direitos de uso de uma marca costuma oferecer um grande retorno financeiro à empresa franqueadora. 

Esse ganho financeiro pode ser oriundo tanto da concessão dos direitos de uso da marca, quanto de eventuais remunerações determinadas pelo contrato de franquias.  

Desse modo, apesar da estruturação para o modelo de franquias exigir muito empenho e ser muito custosa à franqueadora, o retorno financeiro é múltiplas vezes superior.  

Franquear o seu negócio não é um bicho de 7 cabeças 

Muitos empresários que desejam franquear o próprio empreendimento acreditam que esse tipo de negócio é excessivamente trabalhoso.  

Ser uma franqueadora deve deixar de ser um sonho

Em tese, é claro que planejar e estruturar essa empreitada pode ser algo muito custoso, complexo e demorado. No entanto, tudo isso pode mudar se você possuir a assessoria certa!  

Ter advogados e gestores de confiança ajudando a elaborar o processo de franqueamento pode diminuir exponencialmente as suas dificuldades. 

Até porque, no dia-a-dia do franchising, as preocupações devem ser com a fiscalização constante da utilização da sua marca e não com a análise da gestão e do fluxo de caixa das franquias que utilizam seu modelo de produção.  

Desde que esteja utilizando a sua marca da maneira adequada, o sucesso da franqueada depende quase que exclusivamente de suas decisões de mercado. 

Deseja ser uma franqueadora e não sabe por onde começar? 

A nossa primeira recomendação para você franquear o seu empreendimento é entrar em contato com advogados especializados no assunto e com administradores de empresa com conhecimento na área. 

O advogado será fundamental para analisar todas as questões jurídicas pertinentes ao franchising, sobretudo as relativas ao contrato e à Lei de franquias. Ele poderá determinar os melhores caminhos para que você não corra riscos com a justiça. 

Advogada de franqueadora prepara para receber um novo cliente

O administrador de empresas será fundamental para estabelecer as possibilidades econômicas do seu negócio, verificando a viabilidade do empreendimento e as necessidades financeiras para estruturar o franchising. 

Caso você tenha ficado com alguma dúvida sobre como franquear o seu negócio, a equipe do Lourenção & Monteiro Advogados estará à disposição para maiores informações.